Please reload

Posts Recentes

Por que minhas juntas estalam tanto?

January 29, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Quiropraxia e o sistema neuro-músculo-esquelético. O que?? – Parte 1

October 17, 2017

 

Se você já procurou no Google o que é quiropraxia, pode ter encontrado algo como a seguinte definição: ciência que trata o sistema neuro-músculo-esquelético. É uma definição simples e um pouco vaga, por isso esta sequência de dois posts tem o objetivo de explicar a subluxação vertebral, que é a alteração na coluna tratada por quiropraxistas e é formada pelos três fatores. Começando de trás para frente, hoje veremos a parte esquelética e muscular.

 

A parte esquelética não tem segredo: tem relação com ossos e articulações. Nossa coluna tem vários ossos (vértebras) que lembram tijolos uns sobre os outros formando uma torre de 33 peças, sendo que as mais inferiores são maiores e quanto mais alta a vértebra, menor o seu formato.

 

Mas se tivéssemos apenas vértebras ligadas diretamente em mais vértebras, a coluna não possuiria movimento nenhum. Engenhosamente o corpo humano usa os discos intervertebrais entre as partes rígidas para ligá-las, proteger a saída dos nervos, proporcionar flexibilidade ao conjunto e amortecer os impactos desde uma caminhada até um trauma físico maior. Por isso é muito importante mantê-los saudáveis com exercícios e boa ingestão de água, já que este é o seu principal componente.

 

A fixação de uma vértebra em posição desalinhada pode começar a causar uma subluxação - que estudaremos principalmente quando focarmos na parte neurológica. Para prevenir esse problema, o corpo humano tem um recurso para proteção: a parte muscular. Ao longo de todas as vértebras temos os músculos grandes protetores da coluna, que vocês já devem ter ouvido falar na academia: latíssimos dorsais, trapézios e quadrados lombares por exemplo. Porém, possuímos outros músculos mais profundos e próximos da coluna que ajudam muito em questão de estabilização. Os músculos paravertebrais  podem ter menos de três centímetros de comprimento mas são muito importantes também, devido às suas localizações e por serem os primeiros a proteger a articulação.

 

Agora imaginem a situação de um músculo próximo à uma vértebra subluxada. Um dos objetivos dele é estabilizar a junta para prevenir mais lesões, o que ele faz diariamente e não percebemos. O problema acontece quando o músculo é exigido por vários dias, semanas, meses e até anos para diminuir os danos. Além disso, a subluxação pode atrapalhar a comunicação dos nervos que chegam até o músculo, prejudicando também a sua contração. Esta será parte da neurologia que estudaremos no próximo post!

 

Resumindo: a subluxação é um pequeno desvio dos ossos da coluna (parte esquelética) que prejudica o funcionamento dos músculos próximos por exigir um trabalho em excesso e prejudicar a contração e relaxamento local (parte muscular).

 

Até o próximo!

 

Referências:

👁 Coluna Vertebral. Acesso em 15 de outubro de 2017.

PLAUGHER, G.; LOPES, M A. Textbook of Clinical Chiropractic: a specific biomechanical approach. Ohio: The Educational Publisher.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square