Please reload

Posts Recentes

Por que minhas juntas estalam tanto?

January 29, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Por que minhas juntas estalam tanto?

January 29, 2019

Quando assistimos a algum vídeo de quiropraxia, o “clique” nas articulações normalmente chama bastante atenção. É comum a ideia de que está havendo uma batida de osso com osso, mas acontece o contrário. Primeiro, usaremos o nome científico do processo: “cavitação”, que segundo o dicionário Michaelis, é a “formação de cavernas ou de cavidades (bolhas de vapor ou gás) em líquido”. 

 

O que um líquido tem a ver com a articulação? Veja na imagem acima como é a estrutura básica de uma articulação. Temos dois ossos, cartilagens amortecedoras, uma cápsula revestindo a articulação e um espaço que parece vazio, mas que contém um mecanismo bem pensado de amortecimento e distribuição de nutrientes: o líquido sinovial. Ele merece um artigo inteiro por causa da sua importância, mas hoje falaremos apenas das pequenas bolhas de dióxido de carbono dissolvidas nele. 

 

 

Quando esses ossos se movem em direções diferentes, a cápsula chega à "barreira elástica" - o limite físico de movimento da articulação. Ultrapassando esse limite há uma movimentação rápida das pequenas bolhas do líquido para o centro da articulação, gerando o barulho e a formação de uma bolha maior do dióxido de carbono. Essa bolha demora 20 minutos para ser dissolvida – o chamado "período refratário". Por isso durante esse intervalo não é possível cavitar a mesma articulação novamente.

 

Algumas dúvidas comuns:

 

Já que o estalo aumenta o espaço da articulações, é saudável eu ficar fazendo isso por conta própria na minha coluna? 

 

Não. Normalmente quando forçamos sozinhos o estalo na coluna estamos nos dobrando ou torcendo. Usei acima um exemplo como se estivéssemos apenas puxando a articulação. Mas imagine quando você estala os dedos: o mais comum é que façamos isso dobrando-os. Por um lado, estaremos aumentando o espaço da articulação, mas por outro, estaremos trazendo osso em direção à osso, causando pressão excessiva neles e sobre as cartilagens amortecedoras. O quiropraxista estuda no mínimo 4 anos para saber o melhor jeito de ajustar cada osso da coluna colocando-o na posição certa sem que haja prejuízo para o corpo do paciente. 

 

Mas me estalar me dá um alívio! Por que isso acontece? 

 

A maioria das pessoas sente alívio só de escutar a cavitação, mas um fator associado é que dependendo do movimento, acabamos sem querer alongando a musculatura em volta das articulações. O ideal é conseguirmos nos alongar sem forçar as articulações, que podem estar comprometidas. Por isso é necessário procurar um profissional competente para que ele adapte a técnica à cada coluna.

 

Sou todo crocante. Sinal que minhas articulações estão sempre aumentadas? 

 

Não. O estalo pode acontecer por outras causas também, como frouxidão de ligamentos, uma variação inofensiva no formato de um osso ou músculo ou devido à algum desgaste da articulação, que neste caso o ruído passa a ser chamado comumente de "crepitação". O ideal é identificar a causa com a ajuda de um profissional. 

 

Se a cavitação acontece quando passamos do limite de movimento da articulação, isso não faz mal?

 

Não, quando executado por um profissional competente. Um dos objetivos do ajuste de quiropraxia é devolver gradativamente a capacidade da articulação se movimentar, atingindo o limite saudável da região à cada procedimento.

 

Os ajustes de quiropraxia sempre precisam causar a cavitação? 

 

Não. Há estudos indicando que não é necessária a cavitação para que o osso se movimente e o paciente sinta melhora. Por isso, caso você tenha algum receio, nos avise para escolhermos a técnica mais adequada para o seu caso. 

 

Até! 

 

“Cavitação”. Michaelis - Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. Acesso em janeiro de 2019.

 

DUNNING, J.; MOURAD, F.; BARBERO, M.; LEONI, D.; CESCON, C.; BUTTS, R. Bilateral and multiple cavitation sounds during upper cervical thrust manipulation. BMC Musculoskeletal Disorders. 2013. Acesso em janeiro de 2019. 

 

KAWCHUK, G. N.; FRYER, J.; JAREMKO, J L.; ZENG, H.; ROWE, L.; THOMPSON, R. Real-Time Visualization of Joint Cavitation. PLoS. Abril de 2015. Acesso em Janeiro de 2019. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square